Setor aéreo vê recuperação a partir de maio, mas vigor depende da vacina

10/05/2021

O setor se recuperou gradativamente até alcançar 74,9% do que era registrado antes da crise

O setor aéreo avalia que o fluxo de voos domésticos já dão, no início de maio, os “primeiros sinais” de recuperação, informou nesta segunda-feira o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz. Durante a audiência pública da Câmara dos Deputados, ele ponderou que o vigor nos próximos meses dessa retomada depende da aceleração do ritmo de vacinação contra covid-19 no Brasil.

“Se a vacinação diária chegar a 1 milhão, 1,5 milhão de pessoas, e isso se mantiver pelos próximos 60 dias, nós já poderemos acreditar que as férias de julho terão números bastantes significativos. Mas repito: isso está vinculado ao avanço e à qualidade da vacinação”, alertou o presidente da Abear, em audiência virtual da Comissão de Turismo.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil alcançou a marca de 1 milhão de pessoas vacinadas em um dia, seja com a primeira ou a segunda dose, em 30 de março, e atingiu o pico de 1,2 milhão em 20 de abril. Desde 24 de abril, a vacinação perdeu força, com total de vacinas aplicadas em um dia inferior a 800 mil doses.

Em maio do ano passado, o país atingiu 8% do fluxo normal de voos por dia no período pré-pandemia (cerca de 2 mil decolagens), segundo a Abear. Com as mudanças nos protocolos sanitários, o setor se recuperou gradativamente até alcançar 74,9% do que era registrado antes da crise.

Sanovicz explicou que o “repique” da pandemia, provocada pela segunda onda de contaminação no início do ano, fez a média diária de voos nacionais cair novamente. Para ele, a piora neste cenário, porém, acabou em abril, quando o setor atingiu 36,8% da média do fluxo doméstico na pré-pandemia.

Na audiência, o diretor da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) no Brasil, Dany de Oliveira, destacou que existe uma “correlação direta” entre o aumento de pessoas vacinadas e a demanda pelo transporte aéreo de passageiros.

No gráfico apresentado, ele mostrou que há quase uma sobreposição das curvas do número de pessoas vacinadas nos Estados Unidos, que alcançou 150 milhões no início deste mês, e da evolução no fluxo de passageiros no mesmo período.

BY ALEXSANDER QUEIROZ SILVA
Fonte: Valor Investe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *