Reserva financeira – O que aprender com 2020 para levar uma vida financeira mais tranquila em 2021

21/01/2020

O ano de 2020 ensinou lições que nós nem imaginávamos que seria preciso aprender. Ninguém esperava por impactos como não poder trabalhar presencialmente, visitar a família ou sair com os amigos. Além dos fatores profissionais e sociais, a vida financeira também passou por turbulências.

No decorrer de 2020, as pessoas que tinham uma reserva financeira provavelmente tiveram mais certeza da importância dela. Por outro lado, quem não tinha um dinheiro reservado infelizmente enfrentou dificuldades sem esse suporte.

Você já pensou no que pode aprender com 2020? Que lições podemos tirar para levarmos uma vida financeira mais tranquila em 2021? Continue a leitura e descubra!

Nossa vida financeira e os desafios de 2020

A China começou a noticiar no final de 2019 o surto de um vírus desconhecido. Quem acompanhou as primeiras notícias não imaginava como a situação ficaria poucos meses depois.

O vírus ganhou o nome de SARS-CoV-2, mas se tornou popularmente conhecido como “o novo coronavírus”. Depois da China, ele atingiu em especial o Irã, a Itália, a Espanha e a França. Pouco depois, apareceu nos Estados Unidos e no Brasil, bem como em muitos outros países.

Quando a doença começou a tomar uma proporção preocupante, estados e municípios implantaram medidas de isolamento social. Na mesma época, a Rússia e a Arábia Saudita estavam em uma forte disputa em relação ao preço do petróleo. Você se lembra de como o mercado financeiro reagiu?

A bolsa brasileira precisou acionar quatro circuit breakers em apenas uma semana. A desvalorização do Ibovespa nos primeiros 23 dias de março chegou a 40%! Depois, ele se recuperou um pouco, resultando em uma queda de 30% naquele mês.

Em relação às medidas sanitárias, o comércio foi fechado, o que prejudicou a indústria e aumentou o desemprego. Na crise, a renda dos brasileiros reduziu. Diante disso, muitas pessoas não tinham uma reserva de emergência em 2020.

Além de não terem um reserva emergencial, mais de 60% das famílias já se encontravam endividadas. Isso significa que a liberdade financeira estava bastante comprometida, mesmo antes da pandemia. A nova situação impactou fortemente a vida financeira das pessoas.

Lições para a nossa vida financeira

Como vimos, crises como a que aconteceu em 2020 chamam atenção para a falta de preparação para enfrentar dificuldades. Foi uma situação muito atípica, mas a verdade é que imprevistos sempre podem acontecer e impactar sua vida financeira.

Infelizmente, ainda há carência de educação financeira no Brasil. Logo, muitos brasileiros têm dificuldade para organizar e planejar suas finanças. Em especial, para formar uma reserva de emergência.

Mas o que será que podemos aprender com todos os desafios que 2020 trouxe? Com as circunstâncias desafiadoras do ano, é possível tirar algumas lições para a nossa vida financeira. Para cuidar bem do dinheiro, é preciso:

  • controlar os gastos, vivendo dentro do padrão de vida e evitando fazer compras por impulso;
  • é muito importante termos sob controle do quanto ganhamos e do quantos gastamos, para ajudar com isso sugerimos o uso planilhas ou aplicativos a fim de acompanhar receitas e despesas;
  • formar uma reserva financeira para ter condições de lidar com a diminuição de renda ou com despesas inesperadas.

São lições das quais não queremos nos esquecer, concorda? Mas também surge uma questão importante: se suas finanças já estão em dificuldade, como organizar sua vida financeira?

Reserva financeira e sua importância

A reserva financeira ajudará você a passar por períodos de crise sem se endividar ou mesmo abrir mão da sua qualidade de vida. Por isso, ela é fundamental para uma vida tranquila. Ter dinheiro guardado é útil não apenas em uma grave crise que afete o país ou o mundo.

Também há crises pontuais que podem afetar somente você e sua família. É isso o que acontece em caso de desemprego ou problemas de saúde, por exemplo. Por isso, quem ainda não tem uma reserva de emergência deve começar a pensar nela.

Se você deseja uma vida financeira mais tranquila em 2021, tenha uma estratégia para montar a sua. Desse modo, quando eventualidades impactarem o mundo, o Brasil ou mais diretamente a sua família, será mais fácil lidar com a situação.

Talvez você esteja se perguntando sobre qual seria a reserva financeira ideal. Para descobrir qual é o valor da sua, calcule o seu custo de vida mensal. Com o número em mãos, multiplique-o por algo em torno de 3 e 12 meses – é importante ressaltar que  quanto mais seguro for o seu emprego, menos meses você precisa.

Uma pessoa concursada, por exemplo, já possui segurança o bastante com cerca de 3 meses. Enquanto um autônomo pode precisar de 12 meses dado a insegurança de seu trabalho. Esse será o tempo de equilíbrio financeiro com o qual poderá contar.

Como formar uma reserva financeira

Dependendo de como está a sua vida financeira, pode parecer muito difícil acumular dinheiro para formar uma reserva emergencial. Mas tenha em mente que é preciso ter paciência. Ainda que demore, vale a pena se organizar para atingir esse objetivo.

O importante é começar o quanto antes. Pode até parecer um pouco chato, mas essa dica que vamos dar é infalível: organize seu orçamento, colocando por escrito as suas contas de casa. Se você perceber que a soma delas é maior que a sua renda, será preciso reduzir alguns gastos ou buscar aumento de renda.

Se você pretende começar a planejar as finanças pela primeira vez, é válido buscar o apoio da família. Procure conversar abertamente com quem vive com você. A organização requer a participação de todos.

Uma dica válida é definir quanto você guardará por mês. Então, sempre que receber sua fonte de renda, separe imediatamente o valor. Ele pode ser guardando em um investimento seguro e com alta liquidez.

A segurança e a liquidez são importantes para você ter a certeza de que o dinheiro estará lá à sua disposição quando for preciso. Com os critérios em mente, algumas alternativas de investimento seriam:

  • Tesouro Selic;
  • Caderneta de Poupança;
  • CDB – Certificado de Depósito Bancário;
  • Fundos de Renda Fixa.

Como você viu, para ter uma vida financeira mais equilibrada é fundamental estar preparado para emergências. Afinal, imprevistos e dificuldades podem surgir a qualquer momento, como ficou evidente em 2020. Com as finanças organizadas, fica mais fácil lidar com eles!

Fonte: Como Investir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *