Número de pessoas físicas na bolsa cresce ainda mais em agosto e encosta em 3 milhões

03/09/2020

Segundo dados da B3, desde o início da pandemia, em março, a quantidade de contas com CPFs cresceu 52%.

O número de pessoas físicas com conta aberta na B3, bolsa de valores brasileira, se aproximou ainda mais dos 3 milhões em agosto. Segundo dados da própria bolsa, ao fim do mês passado, havia 2.958.442 CPFs, contra 30.747 pessoas jurídicas. Somando ambos, o número de investidores chega a 2.989.189.

Em relação a julho houve aumento de 5%. Em comparação a dezembro de 2019, o crescimento é gritante, de 76%, uma vez que em 31 de dezembro do ano passado eram aproximadamente 1,68 milhão de pessoas físicas com conta na B3. A maior parte deste interesse surgiu desde o início da pandemia, do início de março para cá, o número de CPFs cresceu 52%.

É claro que nem todo mundo que abre conta de fato põe dinheiro e começa a investir, mas os dados mostram o claro interesse do pequeno investidor brasileiro por ativos de renda variável, como ações, fundos imobiliários e até produtos mais complexos e ainda pouco conhecidos entre este público como derivativos, opções e minicontratos.

Contexto

Depois de uma rápida e consistente recuperação, agosto não foi um bom mês para investidores de renda variável. O risco fiscal bateu à porta com a derrubada do veto para o aumento do funcionalismo público até 2021 no Senado — revertida depois pela Câmara — e as indicações do governo de repaginar o Bolsa Família num valor maior, sem que ainda haja consenso com a equipe econômica de Paulo Guedes de como financiar o subsídio extra.

O resultado do estresse foi que dólar e ouro voltaram a liderar o ranking de aplicações financeiras, com altas de 5,06% e 4,4% no mês. Já os índices de ações apontaram todos para baixo. O Ibovespa recuou 3,44%.

Gênero

Quando analisados os dados por gênero, homens e mulheres estão se interessando mais pelo mercado de capitais. Apesar de três quartos dos investidores de bolsa serem do sexo masculino – e esta proporção se mantém quase constante ao longo do último ano – mais mulheres estão também abrindo conta na bolsa e investindo em renda variável.

Segundo dados da B3, em agosto, o número de mulheres com conta na B3, considerando pessoas físicas, era de 742.719, um crescimento de 91% em comparação a dezembro. Em relação a julho, são 6% a mais.

Fonte: Valor Investe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *