Longevidade: a importância de cuidar das finanças para o seu futuro

04/03/2021

Quando o assunto é longevidade, precisamos ir além da nossa saúde física e mental e pensar também na nossa saúde financeira. Até mesmo porque elas estão relacionadas e são fundamentais para um futuro mais tranquilo.

Assim, garantir uma boa aposentadoria é essencial para não perder qualidade de vida.  Mas ao pensar nisso, muitos brasileiros ainda contam com a Previdência Social como fator principal. No entanto, depender apenas disso traz o risco de diminuir muito seu padrão de vida no futuro.

Por esse motivo, é importante reconhecer a importância de cuidar das finanças para ter uma vida mais tranquila no futuro. Neste artigo, você entenderá como relacionar a longevidade com uma vida financeira mais estável.

Não perca!

Como é o planejamento para aposentadoria do brasileiro?

De acordo com os dados publicados pela ANBIMA no Raio X do Investidor 2020, os brasileiros planejam se aposentar aos 60 anos. A parcela de 45,5% dos entrevistados espera ter uma vida financeira melhor na aposentadoria.

Entretanto, isso pode não ser possível! Quando foram questionados sobre de onde virá a renda da aposentadoria, 50,7% dos entrevistados falaram que contam com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Apenas 14,4% dos brasileiros fazem investimentos de longo prazo para isso.

A informação reforça o fato de que a população brasileira acredita que viverá bem do INSS. Mas é importante saber que a renda da Previdência Social costuma ser menor do que o último salário no mercado de trabalho. Além disso, há reformas frequentes nas regras propostas pelo Governo.

As mudanças têm como objetivo conter os gastos com a Previdência. Afinal, as despesas com a Previdência  podem corroer a verba pública, e dimuniur ainda mais os valores destinados aos pagamentos do  INSS no futuro. É mais prudente contar com você mesmo para complementar a sua renda no futuro, não é mesmo?

Por isso, é fundamental cuidar das finanças pessoais para ter um futuro tranquilo. Em especial, considerando que a longevidade da vida das pessoas está cada vez maior.

Por que cuidar das finanças para o futuro?

Como você já deve imaginar, cuidar das finanças pessoais no presente tem relação direta com a sua vida financeira no futuro. De forma geral, os cuidados com gastos, dívidas, recebimentos e investimentos são essenciais para evitar surpresas e garantir qualidade de vida.

Para equilibrar as finanças ao padrão de vida, é preciso ter disciplina. Mas os brasileiros ainda têm dificuldades em relação ao planejamento financeiro. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como endividamento ou falta de conhecimento sobre o tema.

A mesma pesquisa da ANBIMA mostrou que apenas 38,1% dos brasileiros economizou dinheiro em 2020. Esse dado é muito importante, pois economizar permite investir. E quem investe consegue pensar no futuro e estar mais preparado para ele.

O fato de que a maior parte das pessoas não consegue economizar indica que elas estão gastando toda a renda ao longo do mês. Se elas não estão se organizando financeiramente, fica ainda mais difícil poupar para fazer o dinheiro render e realizar sonhos, não é mesmo?

5 Dicas para cuidar das suas finanças

Agora que você viu a importância de cuidar das finanças para o futuro, confira algumas dicas de como fazer isso na prática:

1.     Planeje o orçamento

A primeira dica é conhecer as suas finanças para planejar melhor o orçamento pessoal. Para isso, analise a sua situação atual, anotando os valores referentes às suas receitas e aos seus gastos mensais. Você pode fazer isso manualmente ou utilizando planilhas ou aplicativos.

Depois, avalie as anotações para ter maior controle sobre o seu orçamento. Aproveite para identificar as contas fixas e os gastos variáveis, buscando aqueles que podem ser reduzidos ou cortados para promover economia.

Por exemplo, avalie quais são seus custos com alimentação fora de casa, lazer e outras despesas. Assim, em caso de necessidade, ficará mais fácil economizar e poupar dinheiro para o seu futuro.

2.     Defina metas

Com o orçamento planejado, é possível definir suas metas de curto, médio e longo prazo. O que você pretende fazer com o seu dinheiro nos próximos meses e nos próximos anos? Como espera receber a sua aposentadoria?

Ter planos traçados é essencial para basear as suas decisões e não perder o foco. Para isso, você pode definir pequenas metas mensais de economia. Quando estiver mais confortável com a situação, pode aumentar os valores.

3.     Evite gastos desnecessários

Fazer compras por impulso é algo comum na vida de muitas pessoas. O problema é que essa atitude pode prejudicar o seu orçamento financeiro e, consequentemente, desequilibrar as suas finanças. Quer mudar isso? Existem algumas técnicas que ajudam a evitar gastos desnecessários.

Limitar a quantidade de dinheiro que você leva ao sair de casa ou deixar o cartão de crédito em um local de difícil acesso são alguns exemplos. Você também pode evitar shoppings, eliminar e-mails promocionais da sua caixa de entrada ou comprar apenas o que está na lista de compras.

Com o tempo, você terá maior controle sobre os gastos e saberá definir prioridades na sua vida. Assim, poderá lidar melhor com os impulsos.

4.     Livre-se das dívidas

Quem está endividado precisa ter um pouco mais de atenção no planejamento financeiro. Primeiro, é importante saber que as dívidas não incluem apenas os pagamentos atrasados, mas também as parcelas do cartão de crédito que você ainda precisa quitar.

Ter muitas compras parceladas ou mensalidades de financiamento e empréstimo compromete parte da sua renda e pode dificultar o controle financeiro. Por isso, o ideal é analisar as condições e as possíveis taxas de juros.

Feito isso, foque em quitar as dívidas mais elevadas e evite fazer novos parcelamentos. Esses cuidados são importantes para aumentar a flexibilidade do orçamento e garantir uma sobra de dinheiro ao final do mês.

5.     Estude sobre investimentos

Estudar sobre finanças e investimentos é muito importante para quem quer ter uma aposentadoria mais tranquila e complementar o INSS. Não adianta apenas guardar o dinheiro se você não sabe como investir.

O mercado financeiro oferece diversas possibilidades para os investidores. Mesmo que você busque mais segurança, existem alternativas para o seu perfil. É necessário conhecê-las e escolher as mais adequadas para as suas necessidades.

Com estas dicas, você pode começar a construir um futuro mais tranquilo desde já. Com a longevidade cada vez maior, ter qualidade de vida deve ser uma prioridade. Então comece a pensar no seu futuro financeiro agora mesmo!

Fonte: Anbima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *