Como as séries de televisão influenciam a maneira que gastamos dinheiro?

25/02/2021

Cada vez mais ligados nas telas por conta da pandemia, os consumidores estão mais suscetíveis às mudanças de comportamento inspirada em personagens das séries

Numa cena corriqueira do famoso programa de comédia ‘Friends’, os seis personagens principais dividem uma suculenta pizza novaiorquina. Pizza. Hum… Não dá vontade de pedir uma fatia? Longe de ser novidade que as coisas que vemos na televisão nos influenciam, principalmente em se tratando de consumo. Do contrário, as grandes marcas não gastariam fortunas com campanhas.

Na pandemia, ficamos ainda mais ligados nas telas e, por consequência, ela passou a ter uma influência maior sobre nós. O aumento do interesse das pessoas, medido por pesquisas no Google, por compras e registros em sites específicos, aponta como as séries do momento moldam a maneira como gastamos dinheiro.

Por exemplo, a venda do livro ficcional ‘O gâmbito da rainha’, de Walter Tevis disparou com o sucesso da série homônima no streaming Netflix. A obra entrou na lista de mais vendidos 37 anos após seu lançamentoconforme a publicação do time de conteúdo de cassino on-line da “Betway”. Também cresceram em 150% as buscas por jogadas de xadrez, uma vez que a personagem principal era uma exímia jogadora.

E mais: o número de jogadores registrados no site de xadrez chess.com quintuplicou. A série foi vista em mais de 68 milhões de lares nos 28 dias após seu lançamento.

“Realmente as séries têm essa função de agregar valor aos produtos e assim convidar as pessoas a consumir o produto. Por anos, as empresas de cigarro financiaram Hollywood por isso. Os personagens com qualidades como inteligentes, descolados e rebeldes fumavam”, diz o psicólogo e analista do comportamento Rodrigo Rodrigues.

Se um personagem é inteligente ou sábio, você associa positivamente os produtos que ele usa. A mídia funciona como propaganda, de forma intencional ou não. E como a arte precisa de financiadores, existem as parcerias com o comércio e com a cultura”.

Outro sucesso da televisão lançado em meio à pandemia foi o programa ‘Emily em Paris‘, que narra a vida de uma garota que foi morar na capital francesa, com influência direta em ramos como moda e turismo. O sucesso foi tanto que foi criado um tour na capital francesa chamado Tour Emily em Paris, para visitar os lugares por onde a moça passou.

Uma das peças de figurino da personagem principal, uma boina vermelha, é bastante marcante no figurino. A busca pela peça cresceu 41% no Google. Disparou ainda o interesse por outros acessórios como as bolsas Nicola (+34), Handful (+64) e Jelly Snap (+92) e o chapéu Bucket Hat (+341%).

Fonte: Valor Investe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *