Carta Aware | Março 2021

A volatilidade nos mercados permaneceu alta no mês de março e, apesar da recuperação das bolsas, as taxas de juros futuros continuaram subindo. Nos Estados Unidos, o índice da bolsa americana S&P500 subiu 4,2%, refletindo o otimismo com a recuperação da economia, após aceleração da vacinação no país.

No Brasil, ainda se pode observar um ambiente econômico bastante incerto, resultado da combinação do forte avanço da Covid-19 e das disputas políticas em torno de mais recursos impedindo a redução da incerteza fiscal.
Por aqui, o Ibovespa também subiu, 6%, acompanhando as altas das bolsas internacionais, apesar da piora da COVID. No mercado de juros futuros, as taxas também refletiram uma maior preocupação com o cenário fiscal e econômico e subiram, com os investidores buscando mais prêmios pelo risco.

Sob a ótica da política monetária, a elevação da inflação esperada para 2021, o balanço de riscos desfavorável e a possibilidade de contaminação das expectativas de horizonte mais longo foram os fatores que levaram a alta da Selic em 75 bps na reunião de março, alcançando 2,75%.

Estamos passando pelo pior momento da pandemia no Brasil, mas acreditamos que para os próximos meses, os atuais esforços para redução da circulação e a aceleração do programa de vacinação devem resultar em queda no número de casos e permitir a gradual reabertura da economia, a partir de abril.

Para saber mais, leia o nosso relatório completo.

Havendo interesse ou dúvida em relação à estratégia, estamos à disposição.

Boa leitura!

Be aware with your investments!

awareinvestments #beaware #familyoffice #familybusiness #multifamilyoffice #investimentos #wealthmanagement #planejamentopatrimonial #preservacaodopatrimonio #mercadofinanceiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *