Bolsa diz que com nova regra de BDR, volume médio diário negociado cresceu 10 vezes

13/11/2020

Nova regra de negociação de BDRs permite transações feitas por pessoa física e é um desenvolvimento muito importante para o mercado de capitais, segundo o diretor financeiro da B3

O diretor financeiro da B3, Daniel Sonder, afirmou que a nova regra de negociação de BDRs – que permite transações feitas por pessoa física – é um desenvolvimento muito importante para os mercados de capitais. “Vemos isso com bastante entusiasmo, estamos trabalhando com investidores e corretoras para assegurar que isso aconteça com segurança”, comentou em entrevista coletiva sobre os resultados do terceiro trimestre.

A diretora de relações com investidores da B3, Marcela Bretas, comentou que desde a entrada em vigor da nova regra, em 22 de outubro, o volume médio diário negociado de BDRs cresceu quase 10 vezes, para R$ 200 milhões.

No último dia 9 foi atingido o recorde histórico de 41.500 negócios com BDRs, em comparação com uma média de 1.400 transações antes das novas regras. Os ativos mais procurados continuam sendo os grandes nomes como Tesla, Apple, MercadoLibre, Alibaba, Amazon, Alphabet, Facebook, Microsoft e Walt Disney.

Sonder comentou que a companhia decidiu rever o guidance de alavancagem de 1,5 para 1,2 vez a dívida bruta sobre Ebitda porque o Ebitda tem sido maior do que o esperado e assim a companhia não conseguiria atingir a meta anterior, mesmo tendo emitido R$ 3,55 bilhões em debêntures em agosto.

Ele comentou que a B3 sempre estuda oportunidades de captação, mas não prevê nenhuma operação muito significativa no curto prazo.

Ao mesmo tempo, a companhia manteve o guidance de um payout de 120% a 150% do lucro líquido contábil.

Marcela comentou também que a B3 deve implementar no começo do próximo ano as novas políticas de tarifação dos produtos do mercado à vista de renda variável. Inicialmente a expectativa era que isso entrasse em vigor em agosto deste ano, mas foi adiado em função da necessidade das corretoras de realizar os ajustes necessários em seus sistemas e processos.

Segundo Sonder, um dos principais focos da B3 este ano tem sido assegurar a resiliência e segurança das suas plataformas de negociação diante do aumento significativo nos volumes negociados, além de avançar com sua agenda de desenvolvimento de novos produtos. Ainda assim, comentou que não é possível afirmar que o crescimento recente nos volumes negociados – e consequentemente nos resultados da B3 – vai continuar na mesma intensidade.

Fonte: Valor Investe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *